Boa noite! Quinta, 18/Jul./2024

Evento em Tupã encerra, no domingo, assembleias da Campanha Salarial

Quarta, 12 de Jul. de 2023
Fonte: Assessoria

Acontece neste domingo, a partir das 17 horas, a assembleia de encerramento da Campanha Salarial 2023 do Sindicato dos Comerciários de Tupã e Região (Sincomerciários). O evento será realizado no Clube CCT (antigo Clube dos Comerciários, na rua Aimorés, 811 no centro da cidade) e é aberto a todos os trabalhadores do Comércio, sindicalizados ou não. 
Entre os destaques da programação, estão as mobilizações, com informações sobre direitos e deveres da categoria, atrações culturais e o sorteio de vários prêmios, entre eles uma Honda Biz 0 quilômetro, dois pacotes completos de estadia na Colônia de Férias em Praia Grande (para o contemplado, cônjuge e filhos) e vales prêmio em dinheiro.
Durante toda a semana, as equipes do Sincomerciários percorreram a região apresentando aos trabalhadores do comércio a pauta de reivindicações e submetendo o documento à apreciação dos profissionais. “Estas assembleias são a oportunidade que os comerciários têm para apresentar sugestões para nos ajudar a construir um documento forte, que além de garantir direitos seja, efetivamente, focado em servir e valorizar nossa categoria”, informou o presidente do Sincomerciários, Amauri Mortágua.
O vice-presidente da entidade, Celso Bozza, destacou a grande participação dos trabalhadores do comércio nas assembleias itinerantes. “Seja em lojas ou em mercados, a receptividade é muito grande em toda a região. A categoria entendeu a importância do trabalho que é realizado pelo Sindicato, sobretudo durante a campanha salarial”, avaliou.

Pauta
Durante as visitas aos locais de trabalho dos comerciários que aconteceram durante a semana, as equipes apresentam a pauta de reivindicações, documento que, mais tarde, é apresentado às empresas e se torna a base das negociações com o objetivo de buscar valorização salarial e melhores condições de trabalho para a categoria.
“Nossa convenção prevê um piso, em média, 35% maior que o salário mínimo, além de regulamentar o trabalho em domingos e feriados. O documento, que tem mais de 60 cláusulas, assegura ainda direitos que não estão previstos na legislação trabalhista como a estabilidade para gestantes, gratificação no Dia do Comerciário, fornecimento de uniformes ou um valor para pagamento de horas extras mais altos: enquanto a lei prevê 50%, nossa categoria recebe 60%, ou seja, 10% a mais”, enumera Amauri.
Outra característica, lembra o líder sindical tupãense, é o caráter transparente e democrático de construção do documento. “Como é elaborada pelos comerciários, a pauta que dá origem à convenção coletiva é capaz de prever situações que somente quem vive o dia a dia do comerciário conhece. Com isso, conseguimos criar uma convenção coletiva forte, que realmente protege, assegura direitos e valoriza a categoria”, concluiu Amauri.

LEIA TAMBÉM