Boa noite! Quinta, 13/Jun./2024

Integrantes do MST rendem policiais militares durante protesto no PR

Sexta, 20 de Out. de 2023
Fonte: UOL

Dois policiais militares foram rendidos e retirados à força de uma manifestação por integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) nesta quinta-feira (19) em Guarapuava, na região central do Paraná. O caso foi registrado durante bloqueio feito pelo MST na PR-170. A pista ficou fechada por três horas nesta manhã antes de ser liberada. Vídeos circulam pelas redes sociais e mostram um dos PMs sendo levado pelos sem-terra no acostamento da rodovia. Veja abaixo. Em nota, o MST negou que fez policiais de reféns.

Os dois PMs pertencem ao 16º Batalhão de Polícia Militar (BPM) e tentavam negociar a liberação da rodovia. Eles foram arrastados pelo pescoço e retirados da pista pelos manifestantes, conforme nota da corporação. Eles foram liberados logo em seguida e passam bem.

A manifestação teve início na tarde de quarta-feira (18), foi paralisada e depois retomada na manhã desta quinta-feira (19), na altura do KM 390. Apenas o tráfego de veículos de saúde foi permitido durante a manifestação.

Uma fila de 6 km de veículos chegou a ser formar no sentido Pinhão e 3 km de congestionamento sentido Guarapuava.

O MST afirma que o motivo da manifestação é "cobrar uma resposta efetiva do Incra [Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária Paraná] para a Reforma Agrária na região".

O movimento busca a regularização fundiária de 14 comunidades camponesas Sem Terra e de Posseiros, localizadas nos municípios de Inácio Martins, Pinhão e Guarapuava , na região central do estado, e Reserva do Iguaçu, no sudoeste.

 

Leia também:

Confederação da Agricultura cobra STF para impedir invasões do MST. Em Tupã, o MST é representado pela vereadora Profª Cris Vicente (PCdoB)

LEIA TAMBÉM