Boa tarde! Quarta, 31/Mai./2023

SP-425 deve ter pedágio em Rinópolis; licitação de novo lote de rodovias prevê 10 praças de cobrança

Terça, 26 de Out. de 2021
Fonte: Siga Mais

A Rodovia Assis Chateaubriand (SP-425) deve receber seis novas praças de pedágio, de um total de dez novas praças de cobrança, em um novo lote de concessões de rodovias paulistas jeito pelo Governo do Estado de São Paulo, denominado “Lote Noroeste Paulista”.

Uma das novas praças de pedágio deverá ser instalada em Rinópolis, no trecho entre o município e a cidade vizinha Parapuã. Veja levantamento do SIGA MAIS com as localizações:

• Rod. Assis Chateaubriand (SP-425), km 81 - Divisa Barretos-Guaíra

• Rod. Assis Chateaubriand (SP-425), km 127 - Divisa Barretos-Olímpia

• Rod. Assis Chateaubriand (SP-425), km 168 – Guapiaçu

• Rod. Assis Chateaubriand (SP-425), km 251 - José Bonifácio

• Rod. Assis Chateaubriand (SP-425), km 308 - Divisa Penápolis-Braúna

• Rod. Assis Chateaubriand (SP-425), km 367 - Rinópolis

• Rod. Washington Luís (SP-310), km 255 – Araraquara

• Rod. Washington Luís (SP-310), km 421 – Cedral

• Rod. Attílio Balbo (SP-322), km 421 - Divisa Cajobi/Monte Azul

• Rod. Brigadeiro Faria Lima (SP-326), km 449 - Divisa Barretos-Colômbia

Lote Noroeste Paulista

O chamado “Lote Noroeste Paulista” foi apresentado em uma audiência pública realizada pela Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp) na capital paulista na última quinta-feira (21). Nesta segunda-feira (25) pela manhã ocorreu em Barretos e logo mais, às 15h, acontece em São José do Rio Preto. Outros dois encontros estão previstos: nesta terça-feira (26), às 10h, em Penápolis, e na quarta-feira (27), às 10h, em Araraquara.

O lote foi separado preliminarmente em dois blocos, que juntos somam aproximadamente 1.705 km de estradas, sendo quase a totalidade do trecho no noroeste paulista. Ambos são compostos por rodovias já concedidas, com contratos em fase de vencimento, acrescidos de trechos atualmente administrados pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER).

A previsão é que a concorrência pública internacional para a concessão do novo trecho de rodovias paulistas deva ocorrer no primeiro semestre do ano que vem.

LEIA TAMBÉM