Boa tarde! Quinta, 29/Fev./2024

Empresa Guerino Seiscento inicia nova linha e com autorização judicial passa ligar Prudente a SP

Quinta, 30 de Nov. de 2023
Fonte: Redação e Fotos: Mais Tupã!

A empresa de ônibus Guerino Seiscento passa a operar mais uma linha para capital paulista, e mais uma vez quebrando monopólios com a ação precisa da Justiça do Estado de São Paulo. 

A nova linha autorizada pela ANTT - Agência Nacional de Transportes Terrestres - liga a cidade de Campo Grande a São Paulo, passando pelas cidades de Presidente Epitácio, Presidente Prudente, Assis e Ourinhos. Todas essas cidades do interior paulista também poderão ir para a capital de São Paulo graças a uma autorização judicial. 

O sistema de transporte de passageiros por ônibus intermunicipais em São Paulo, sob concessão da ARTESP tem uma benevolência incomum com a prática de monopólios em importantes ligações, o que a Guerino Seiscento tem combatido, principalmente com a atuação do Judiciário, que entende que a concorrência traz benefícios, principalmente para os passageiros. 

Vale ressaltar que o empresário João Carlos Seiscento teve uma breve audiência com o Governador Tarcísio de Freitas, quando este esteve em Tupã por intermédio do Padre Luís Henrique, já que nenhum político da cidade se prontificou a viabilizar o encontro que poderia beneficiar os passageiros de todo Estado de São Paulo. 

A ARTESP que deveria prezar pela concorrência, visando melhores condições de transporte para os passageiros, pelo contrário litiga judicialmente visando a manutenção dos monopólios. 

A batalha judicial está ocorrendo neste momento no Superior Tribunal de Justiça, onde a Guerino Seiscento tem demonstrado através de várias manifestações da sociedade civil organizada, que a população do Estado de São Paulo está favorável a concorrência, ou seja a favor da Guerino Seiscento.

Por outro lado a ARTESP vem tentando cercear os seccionamentos dentro do Estado de São Paulo, assim garantindo os monopólios que há vários anos vinham explorando os passageiros paulistas. 

 

LEIA TAMBÉM